Em julho, bandeira tarifária permanece vermelha patamar 2

Em julho, bandeira tarifária permanece vermelha patamar 2

A bandeira tarifária para o mês de julho será vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. A repetição da bandeira do mês de junho deve-se à manutenção das condições hidrológicas desfavoráveis e à tendência de redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN). Como consequência houve aumento do preço da energia elétrica no mercado de curto prazo (PLD), redução da geração hidrelétrica e aumento do risco hidrológico (GSF). O GSF e o PLD são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

Histórico

O sistema de bandeiras foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. O funcionamento é simples, para que os consumidores possam assimilar que as cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custa mais ou menos por causa das condições de geração. Com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente, sem desperdícios.

Cabe frisar que as bandeiras tarifárias não promovem aumento de custos ou da tarifa. O sistema permite, a partir de sua métrica de acionamento e de seus adicionais, um ajuste mais harmônico ao fluxo de custos do processo operativo do Sistema Interligado Nacional (SIN).

A ANEEL publica em seu site, a partir dos dados encaminhados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e do Operador Nacional do Sistema (ONS), todas as informações sobre o acionamento mensal das bandeiras e os repasses da Conta Bandeiras, incluindo Relatórios, Memórias de Cálculo, Despachos e Notas Explicativas. Também está disponível no site da Agência um guia de “Perguntas e Respostas” para esclarecer as principais dúvidas dos consumidores.

Dicas de Economia de Energia

Chuveiro elétrico

Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos;
Selecionar a temperatura morna no verão;
verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo.

Ar condicionado

Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado;
Manter os filtros limpos;
Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado;
Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto.

Geladeira

Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário;
Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções;
Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira;
Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos;
Não forrar as prateleiras;
Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente.

Iluminação

Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras.

Ferro de passar

Juntar roupas para passar de uma só vez;
Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura;
Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa;                                                                                                                Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências;
Confira aqui mais dicas de economia de energia.

Fonte: Aneel 

Voltar