Prévia da inflação tem pior abril em 4 anos e sobe 0,72%, diz IBGE

Prévia da inflação tem pior abril em 4 anos e sobe 0,72%, diz IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,72 por cento em abril, sobre alta de 0,54 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o maior resultado para o mês desde 2015, quando o índice atingiu 1,07%.

O resultado veio acima da mediana de 0,67% computada nas estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta entre 0,56% e 0,80%.

Com o dado anunciado nesta manhã, o IPCA-15 acumulou um aumento de 1,91% no ano. Nos 12 meses encerrados em abril, o indicador ficou em 4,71%, também acima da mediana. As projeções iam de avanço de 4,55% a 4,80%, com mediana de 4,66%.

Os principais responsáveis pela inflação da prévia de abril foram os transportes, que tiveram alta de preços de 1,31%, puxada pelos combustíveis (com alta de 3%), em especial, a gasolina (3,22%).

Os alimentos e bebidas também tiveram um impacto importante no IPCA-15, com uma inflação de 0,92% na prévia do mês. Outro grupo que influenciou a prévia da inflação foi saúde e cuidados pessoais (1,13%).

Apenas o grupo de despesas comunicação teve deflação, ou seja, queda de preços (-0,05%). As demais classes de despesas tiveram as seguintes taxas de inflação: educação (0,06%), despesas pessoais (0,12%), habitação (0,36%), artigos de residência (0,41%) e vestuário (0,57%).

Fonte: Exame 

Voltar